Saiba o que é Ovário Policístico e como tratar

A SOP (Síndrome dos Ovários Policísticos) é um distúrbio que faz com que cistos sejam formados durante o período de ovulação, devido ao desequilíbrio hormonal. Mas não é só isso. É normal o aparecimento de cistos no período de ovulação, mas eles desaparecem na menstruação. No caso das mulheres que têm a Síndrome dos Ovários Policísticos, os cistos continuam e modificam a estrutura do ovário, tornando-o até três vezes mais largo. É calculado que 20% das mulheres em fase reprodutiva têm a síndrome.

Síndrome dos Ovários Policísticos
Síndrome dos Ovários Policísticos

Síndrome dos Ovários Policísticos

Não se sabe ao certo a causa da Síndrome dos Ovários Policísticos, mas parte dela é de origem genética, pois irmãs ou filhas de uma portadora do distúrbio têm 50% de chance de desenvolvê-la. A SOP se caracteriza pelo desequilíbrio hormonal, que pode ser causado pela produção de insulina em excesso. É o excesso de insulina que é apontado como causador.

Sintomas

* Ciclos irregulares;

* Menor frequência de ovulação;

* Dificuldade para engravidar.

As mulheres com a Síndrome dos Ovários Policísticos podem desenvolver vários tipos de doenças, como cardiovasculares, diabetes tipo 2 e obesidade. Além desses problemas, algumas mulheres têm um excesso de hormônios masculinos por causa do desequilíbrio hormonal, o que pode ter como sintomas:

* Cravos e espinhas e aumento da oleosidade;

* Aumento do peso;

* Queda dos cabelos;

* Manchas na pele;

* Crescimento anormal de pelos na região do baixo ventre, seios, queixo e buço.

Como tratar a síndrome

A Síndrome dos Ovários Policísticos pode ser controlada por meio de medicamentos. Eles vão varias de acordo com o quadro de sintomas da paciente e suas complicações. Podem ser usados anticoncepcionais hormonais como pílulas, anéis vaginais e implantes para proteger o ovário contra a formação de microcistos e para diminuir os níveis de hormônios masculinos e de insulina. As mulheres que desejam engravidar precisam usar, no primeiro momento de tratamento, anticoncepcionais hormonais para regularizar a menstruação.

Pode ser necessário também tomar alguns outros cuidados, como por exemplo uma boa alimentação e exercícios físicos para controlar o peso e um dermatologista para as questões relacionadas aos problemas de pele que a síndrome pode causar.