Câncer de Mama – Aprenda com identificar e quais os Tratamentos

O câncer de mama é um tumor maligno que é consequência de alterações genéticas nas células da mama, que começam a se dividir descontroladamente. O câncer de mama é o câncer que mais atinge as mulheres no mundo inteiro, chegando a 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença por ano, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Os homens também podem adquirir o câncer de mama, e a proporção é de que, a cada cem mulheres com o tumor, um homem o terá também. A seguir, você verá mais algumas informações sobre a doença e o tratamento.

câncer de mama
Veja como é o exame e como são os tratamentos

Saiba tudo sobre câncer de mama – Tratamentos

Há vários tipos e subtipos do câncer de mama. O diagnóstico tem como critérios informações como: se o tumor é invasivo ou não, seu tipo histológico, avaliação imunoistoquímica e sua extensão.

Tumor invasivo ou não

O câncer de mama não invasivo também chamado de câncer in situ, é aquele tumor que se encontra em algum ponto da mama, mas que não se espalha para outros órgãos. O tipo invasivo é o câncer de mama que tem rompida a membrana que o reveste, o que faz com que o tumor se espalhe para outras áreas. Todo câncer in situ possui potencial para se transformar em um tumor invasivo.

Avaliação imunoistoquímica

Também chamada de IQH, é o processo que avalia se o tumor tem receptores hormonais. Os receptores hormonais podem ser o de estrogênio, o de progesterona e o de HER-2. Eles servem como ancoradouro para esses hormônios, atraindo-os para o tumor, o que agrava a doença.

Tipo histológico do câncer de mama

É como se fosse o nome e sobrenome da doença. Há vários tipos histológicos que se dividem em subtipos, categorizados como são por causa de suas particularidades.

Estadiamento

O câncer de mama é dividido em quatro estádios estágios:

Estádio 0: quando o câncer ainda está nos ductos das mamas. O problema é quase sempre curável.

Estádio 1: o tumor tem menos de 2 cm, e não acomete as glândulas linfáticas das axilas.

Estádio 2: a doença invadiu a região local e tem entre 2 e 5 cm.

Estádio 3: o nódulo tem mais de 5 cm e pode alcançar regiões vizinhas, como pele e músculo e glândulas linfáticas.

Estádio 4: quando a doença comprometeu outras áreas, como ossos, pulmões, fígado etc.

Fatores de risco

* Histórico familiar;

* Idade entre 40 e 69 anos;

* Menstruação precoce;

* Menopausa tardia;

* Reposição hormonal;

* Colesterol alto;

* Obesidade;

* Ausência de gravidez;

* Lesões de risco;

* Tumor de mama anterior;

Sintomas

* Lesão de 1 cm³. Por isso, é importante fazer a mamografia preventiva;

* Alterações no formato dos mamilos e das mamas;

* Nódulos na axila;

* Secreção escura saindo pelo mamilo;

* Pele enrugada;

* Feridas (no caso de estágios avançados).

Tratamento

Terapia local de câncer de mama: cirurgia mais utilizada nos estágios iniciais da doença, e radioterapia para tumores que ainda não se espalharam. A radioterapia também pode ser utilizada para impedir que o câncer volte a crescer ou para não ter que retirar grande parte da mama. Dura aproximadamente um mês.

Terapia sistêmica do câncer de mama: quimioterapia, que usa medicamentos com o objetivo de destruir, controlar ou inibir o crescimento das células doentes, hormonioterapia para pacientes que apresentam pelo menos um receptor hormonal, e imunoterapia para bloquear alvos específicos.