Como deixar o seu filho mais seguro na internet

crianca na internet

Não tem jeito: quanto mais avançamos na tecnologia mais estamos conectados à internet e isso não se resume apenas aos adultos, não. Segundo a TIC Kids, uma pesquisa feita pelo Comitê Gestor de Internet no Brasil, hoje 79% das crianças e adolescentes entre 9 e 17 anos estão na internet.

Diante desses números e entre outros estudos que podemos encontrar com facilidade com uma breve pesquisa, é difícil não pensar em como a internet e a tecnologia pode estar impactando no desenvolvimento e na segurança dos pequenos.

A internet pode ser uma grande fonte de conhecimentos, mas também pode se tornar em um grande perigo para as crianças, se não forem tomadas as devidas precauções. Você sabe quais são elas? Não? Não se preocupe, porque reunimos os principais cuidados que os pais e responsáveis pelos baixinhos precisam tomar na hora de se conectar com o mundo. Olha só:

Cuidados para deixar o seu filho ainda mais seguro na internet 

  • Veja se seu filho está consumindo conteúdo ou propaganda

Apesar de vários países pelo mundo restringem a publicidade infantil, por considerá-la abusiva, além de afetar o desenvolvimento das crianças e até mesmo acarretar problemas de saúde, a propaganda infantil ainda é muito comum e muitas vezes subliminar.

Por isso, é importante saber o que possui nos desenhos favoritos ou nos jogos favoritos de seus filhos, pois quando são expostas a propaganda em meio ao seu conteúdo favorito, elas são absorvidas sem perceber e se tornando alvos mais vulneráveis.

  • Verifique se o que ele está assistindo é ideal para a idade dele

Na internet, podemos encontrar pessoas tentando ajudar e outras querendo apenas atrapalhar. Com isso, existem muitos vídeos falsos imitando desenhos famosos, como Peppa Pig e Frozen, mas eles possuem conteúdos inapropriados para crianças, no qual os personagens infantis fumam cigarros, são torturados com instrumentos de dentista e transformam pessoas em zumbis com injeções.

Portanto, o ideal é você pesquisar primeiro qual é o tipo de conteúdo que o vídeo que eles assistem possui ou os que você encontra para entretê-los.

  • Garanta a privacidade do seu filho na internet 

A Geração Alpha nasceu junto com a era digital e já era de se esperar que eles fossem mais conectados do que quem nasceu em outras gerações, que só foram ouvir falar em internet no ínicio da adolescência ou até mesmo na vida adulta. Mas, isso não quer dizer que eles precisam estar presentes em tudo logo cedo.

As redes sociais são sempre uma polêmica: crianças podem estar nas redes sociais? E a respostas é depende da idade. A idade permitida para a maioria das redes sociais é de 13 anos e de 16 anos para o WhatsApp. Para menores de 13 anos, já existem redes específicas, como Kidzworld, Grom Social, Club Penguin, Yoursphere, GiantHello etc. 

Vale lembrar que mentir a idade é considerado falsidade ideológica e é considerado crime, mesmo dentro das redes sociais.

Mesmo com todo o perigo que existe na internet, ainda é possível ensiná-lo a acessar sites e plataformas que oferecem conteúdo que irão contribuir para o seu desenvolvimento, além de ter a possibilidade de criar momentos em família assistindo a filmes e desenhos juntos, assim criando laços familiares ainda mais fortes.

Para acessar ao conteúdo indicado para o seu filho é necessário que possua uma conexão de internet banda larga estável na sua residência. A Vivo Fibra  que iniciou em parceria com a GVT no mercado de Internet banda larga oferecendo as melhores ofertas e serviços de internet. Conheça os planos da internet eleita a mais rápida do país e deixe a experiência do seu filho com a internet ainda mais segura e estável.